Registar agora

Receba €1000 em bônus

1° Depósito: Bônus até 100% • 2° / 3° Depósito: Bônus até €400 • Apenas para novos clientes •  Depósito Mín. €10  •  Requisito de Apostas: 70x 

Termos da Promoção

Registrar-se

Técnico é demitido após criticar jogadores do Real Madrid

Sports

bola de futebol em um campo com jogadores ao fundoFonte: Anna Evans

Após perder em casa para o Barcelona, em pleno Santiago Bernabéu lotado, pelo placar de 3 a 0, a equipe merengue foi eliminada da Copa do Rei e, consequentemente, recebeu uma chuva de críticas, inclusive de Álvaro Benito, até então técnico da equipe de base do time, responsável pelos jogadores com idade entre 17 e 19 anos.

As duras críticas foram feitas durante uma entrevista para a rádio Cadena Ser, na qual Benito condenou o desempenho de vários nomes da equipe titular, como o brasileiro Casemiro, o alemão Toni Kross e o espanhol Sergio Ramos. O técnico das divisões de base do Real Madrid ainda afirmou que Casemiro não deveria entrar em campo nem por um minuto, e que Kross está muito abaixo do que já apresentou anteriormente.

Poucos dias após a entrevista, o Real Madrid anunciou que Álvaro Benito não pertencia mais ao quadro de funcionários do clube. Além de exercer o cargo de técnico no time de base por mais de três anos, Benito também foi jogador da equipe durante os anos 90 e 2000, tendo passado a maior parte de sua carreira profissional defendendo a camisa merengue.

Apesar de ter sido afastado pelo clube de forma repentina, Benito declarou, em uma carta enviada a rede de notícias EFE, que estava com o coração e a consciência tranquilos, convicto de ter dado o melhor de si durante todos os dias em que esteve no Real Madrid. Ele ainda afirmou que respeitava a decisão do clube e que deseja que este não seja um “adeus” e sim um “até breve”. Para substituí-lo, o clube rapidamente anunciou a contratação do ex-jogador e ídolo merengue, Raúl González, que já está no comando da equipe de base.

Imprensa espanhola também não economizou nas críticas a equipe

Logo após ter sido eliminado da Copa do Rei pelo Barcelona, o Real Madrid sofreu outro forte revés ao também ser desclassificado da Liga dos Campeões da UEFA, dessa vez pelo Ajax e um placar de 4 a 1. Mesmo sendo o atual tricampeão do torneio mais importante da Europa, os jornais espanhóis não perdoaram o momento ruim da equipe e distribuíram duras críticas a alguns jogadores.

Entre os mais criticados, estão os atletas que atuam no ataque, como Karim Benzema, Gareth Bale e Vinícius Junior. No caso da joia brasileira, que está no Real Madrid há apenas alguns meses, a pouca idade não foi o bastante para poupá-lo da desaprovação da imprensa, que chegou a fazer uma comparação entre o jovem atacante e o jogador do Barcelona, Luis Alberto Suárez, estampando uma manchete com os dizeres: "Vinícius perdoa, Suárez, não".

Além disso, os jornais e as mídias esportivas do país também destacaram que a eliminação para o Ajax teria sido o pior vexame na história do clube na Liga dos Campeões. O jornal Mundo Deportivo descreveu o momento como um “fracasso absoluto do Real Madrid”, enquanto o jornal As definiu que o time irá enfrentar quatro meses de luto após ser eliminado das duas competições mais importantes que disputava e estar a mais de dez pontos de distância do líder Barcelona na briga pelo Campeonato Espanhol.

pessoa segurando o jornal com notícias esportivasFonte: Anna Evans

Críticas excessivas aos jogadores estão se tornando cada vez mais comuns

O que vem acontecendo nos últimos meses com o Real Madrid não chega a ser uma surpresa, pois as críticas dentro do meio do futebol sempre estiveram muito presentes, e parecem estar se tornando ainda mais implacáveis. O caso da equipe merengue é emblemático pois o Real Madrid é um dos times mais vitoriosos da Europa, já tendo vencido as maiores competições do continente apenas nos últimos anos, mas ainda assim a cobrança continua sendo cada vez maior.

Essa avalanche de críticas não ocorre somente com as equipes, mas também com os jogadores, por melhores que eles já tenham demonstrado ser. Um exemplo recente é o de Lionel Messi, craque do Barcelona e camisa 10 da seleção da Argentina. Vencedor da Bola de Ouro em cinco ocasiões, 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015, Messi é considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos, e possui uma carreira vitoriosa defendendo a camisa do clube catalão. Apesar disso, o jogador ainda enfrenta duras críticas pelo seu desempenho na seleção da Argentina, sendo constantemente cobrado por títulos. Nesse aspecto, o futebol é similar ao blackjack online, pois por melhor que seja um jogador, nem sempre é possível conseguir uma vitória, e as derrotas também fazem parte da jornada.

As críticas sobre Messi após a eliminação da Argentina na Copa do Mundo de 2018 foram tão pesadas que o próprio jogador chegou a declarar que não voltaria a vestir a camisa da seleção do seu país. Em sua defesa, vários atletas vieram a público demonstrar reprovação contra o que vinha sendo feito pela imprensa, como foi o caso do seu ex-companheiro de seleção Juan Sebastián Verón, o qual destacou que aquilo não eram apenas críticas ruins, mas sim “algo desmedido e que excedia os limites do futebol”.

jogadores segurando a bola de futebol antes do jogo começarFonte: Anna Evans

Exemplo recente do Real Madrid é importante para o esporte

A atitude dos dirigentes do Real Madrid em demitir o técnico da base Álvaro Benito após as duras críticas proferidas por ele acerca do time merengue serviu para criar um precedente elogiável para o futebol atual. Mesmo ciente do momento difícil que a equipe vem enfrentando, após duas eliminações e falhas táticas que tornaram o time praticamente irreconhecível, o clube optou por blindar os seus atletas ao invés de deixá-los a mercê de críticas vindas até mesmo de dentro do próprio Real Madrid.

Enquanto as críticas e cobranças construtivas certamente são bem-vindas, o que tem sido visto na mídia recente é uma perseguição implacável de determinados jogadores, por mais talentosos que eles sejam, como é possível observar no caso de Lionel Messi. Devido a sua função de formadora de opinião, as críticas excessivas da imprensa também influenciam os torcedores a agir de forma semelhante, o que na atual era das redes sociais tem levado a ataques cibernéticos em massa contra os atletas que apresentam uma má atuação dentro de campo.

Esses julgamentos por parte da imprensa e da torcida não são algo que contribua positivamente ou estimule os atletas a jogar melhor, pelo contrário, são um fator que acarreta em falta de confiança e podem abalar inclusive o lado emocional e psicológico dos jogadores. Não por acaso, os psicólogos esportivos estão em alta nos últimos anos, pois a ajuda de um profissional para lidar com um ambiente de tanta pressão está se tornando cada vez mais crucial.

Sendo assim, para estimular o bom futebol, é importante reavaliar a maneira como as críticas estão sendo feitas atualmente. Se o exemplo do Real Madrid servir como inventivo para que outros clubes mundo afora adotem um comportamento parecido, protegendo os seus atletas, a tendência é de que as críticas se tornem mais moderadas e menos prejudiciais, restabelecendo uma atmosfera mais amigável nos bastidores do esporte mais popular do planeta.

Registrar-se
A batalha da Rainha Gelo e do Rei Fogo Saiba o que é e como surgiu o deepfake