Registar agora

Receba €1000 em bônus

1° Depósito: Bônus até 100% • 2° / 3° Depósito: Bônus até €400 • Apenas para novos clientes •  Depósito Mín. €10  •  Requisito de Apostas: 70x 

Termos da Promoção

Registrar-se

Saiba o que é e como surgiu o deepfake

Conheça mais sobre a tecnologia "deepfake"

computador portátilFonte: Pixabay.com - pixel2013

O deepfake é uma tecnologia que faz uso de inteligência artificial para a criação de vídeos ilusórios, porém altamente realistas, de pessoas fazendo algo que elas nunca fizeram realmente. Nos últimos meses, essa tecnologia de última geração para adulterar imagens já criou montagens de teor pornográfico com a imagem de atrizes famosas e também vídeos de políticos realizando discurso que nunca existiram. Com a repercussão desses casos, existe agora um amplo debate sobre o impacto que essa tecnologia é capaz de causar na vida das pessoas.

A origem desse termo surgiu no final de 2017, quando um perfil de mesmo nome começou a compartilhar montagens pornográficas com atrizes famosas no fórum de discussões Reddit. Através de softwares de deep learning (em português, aprendizagem profunda), o usuário adicionou os rostos de atrizes como Emma Watson e Gal Gadot em vídeos que já existiam. Em pouco tempo, a expressão "deepfake" passou a ser utilizada para se referir a todas as montagens que foram surgindo criadas dessa mesma forma.

Os efeitos especiais desenvolvidos por computador capazes de criar rostos e montagens de alto nível já existiam há bastante tempo dentro da indústria cinematográfica, mas a grande surpresa foi a maneira como essa tecnologia passou a ser facilmente utilizada pelas pessoas dentro de suas casas. Com apenas alguns pré-requisitos como um processador gráfico de qualidade e conhecimentos medianos em softwares de deep learning, qualquer pessoa consegue desenvolver uma montagem que parece verdadeira.

Entenda o processo de criação dessas montagens

De acordo com informações do site Motherboard, o usuário do Reddit que iniciou a divulgação de vídeos com esse tipo de montagem fez uso do software TensorFlow, em conjunto com o Keras, uma interface de programação de aplicação (API) de aprendizagem profunda. Através desses softwares, o usuário enviou diversas fotos e vídeos da pessoa que seria utilizada na montagem, e a partir de então, o computador identifica tudo o que é preciso sobre aquele rosto, como por exemplo, as formas como ele se mexe.

Nesse processo, o computador consegue encontrar um ponto em comum entre o rosto do vídeo original e o novo rosto com o qual será feita a montagem, realizando uma espécie de “costura” de um sobre o outro.

estúdioFonte: Pixabay - chrispodbo

Outra forma de deepfake que tem sido muito utilizada na internet é a reprodução de falas com a voz de alguém a partir de amostras gravadas dessa mesma pessoa. Para isso, são utilizadas técnicas como a reencenação facial e a sincronização dos lábios para fazer parecer que uma determinada pessoa está dizendo coisas que nunca disse antes.

Essa técnica tem sido usada especialmente para a criação de memes e vídeos de humor. Uma montagem com esse tecnologia que se tornou viral recentemente foi um vídeo do presidente norte-americano Donald Trump reproduzindo falas que haviam sido ditas por um comediante do programa Saturday Night Live. Com o passar do tempo, se tornará cada vez mais fácil utilizar as aplicações de aprendizagem profunda, o que permitirá que praticamente qualquer pessoa crie montagens engraçadas e divertidas, como transformar o rosto do carteador do seu jogo de roleta no Nicolas Cage.

Os possíveis riscos do "deepfake"

No geral, por melhores que sejam as montagens feitas com deepfake, elas não são realistas o bastante ao ponto de não serem identificadas, mas ainda assim podem acabar enganando muitas pessoas. Apesar de muitas vezes ser utilizada para o humor, a manipulação da imagem da voz de políticos demonstra que está cada vez mais fácil propagar notícias falsas baseados em um vídeo inverídico. A longo prazo, essa questão pode trazer ameaças ao sistema política e a democracia, colocando à prova a confiabilidade de todo o conteúdo que é compartilhado na internet.

Já no caso das montagens em vídeos com teor pornográfico, essas criações tem o poder de estragar a vida de alguém, e por ser algo novo, ainda não existe uma legislação específica para lidar com as implicações desse ato. Mesmo não sendo reais, o fato de serem feitas sem o consentimento de quem aparece no vídeo é o bastante para causar um grande imbróglio em esfera jurídica.

O lado positivo dessa tecnologia

Além dos riscos, a tecnologia do deepfake também pode ser utilizada de forma benéfica em atividades ligadas ao entretenimento. Por envolver técnicas de reconhecimento facial, essa tecnologia já tem sido utilizada inclusive por marcas como a Apple e Samsung para o mapeamento dos rostos de seus usuários. Nas redes sociais, essa prática também nos filtros do Instagram e Snapchat, por exemplo, que permitem a troca de rostos entre duas ou mais pessoas.

A indústria cinematográfica e audiovisual também só tem a ganhar caso essa tecnologia continue se desenvolvendo e torne ainda mais fácil o uso de efeitos especiais envolvendo o manuseio de rostos, principalmente para os estúdios independentes, que contam com um orçamento mais baixo para as suas produções. O deepfake também tem o potencial de revolucionar o ramo da publicidade, pois no futuro poderá permitir que as celebridades negociem o direito sobre a sua imagem para uma peça publicitária sem ter que participar fisicamente das gravações.

Segundo Louis-Philippe Morency, diretor do MultiComp Lab na Universidade Carnegie Mellon, a tecnologia ainda tem a capacidade de ir além do campo do entretenimento e ajudar em outras áreas. Caso avance ao ponto de ter qualidade para funcionar em tempo real, essa técnica poderia ser utilizada em entrevistas de emprego para garantir que as mesmas não sejam influenciadas por questões de raça ou gênero. Outra alternativa é que ela seja aplicada no tratamento de pessoas com problemas psicológicos, e que não desejam sair de casa e mostrar o próprio rosto durante as sessões

Registrar-se
Técnico é demitido após criticar jogadores do Real Madrid Saiba por onde andam os atores de Barrados no Baile